O ENANI

O Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (ENANI) é uma pesquisa científica para avaliar crianças menores de cinco anos quanto as práticas de aleitamento materno, de consumo alimentar, do estado nutricional, e as deficiências de micronutrientes. Serão visitados os domicílios de famílias em todas as regiões do Brasil, incluindo as zonas rural e urbana.

O ENANI é coordenado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, em conjunto com a Fundação Oswaldo Cruz, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro e a Universidade Federal Fluminense, e conta com a parceria de dezenas de universidades e instituições públicas de todo o Brasil.

O estudo é financiado pelo Ministério da Saúde por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), está definido pela chamada CNPq/MS/SCTIE/DECIT/SAS/DAB/CGAN nº 11/2017, registrado por meio do Processo CNPq nº 440890/2017-9 e aprovado no Comitê de Ética em pesquisa do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro sob o nº CAAE: 89798718.7.0000.5257.


Objetivo

O objetivo do ENANI é avaliar as práticas de aleitamento materno e de alimentação complementar, o consumo alimentar, o estado nutricional antropométrico infantil e durante a gestação e a deficiência de micronutrientes (hemoglobina, vitamina A, vitamina D, vitamina E, vitamina B1, vitamina B6, vitamina B12, folato, zinco, selênio e ferritina) entre crianças brasileiras menores de 5 anos, segundo macrorregiões do país, zonas rural e urbana, faixa etária e sexo. 


Eixos

O ENANI está organizado em três grandes eixos, cada um com seus objetivos específicos: 

Eixo I – Avaliação das práticas do aleitamento materno, alimentação complementar e do consumo alimentar.

Eixo II – Avaliação do estado nutricional a partir da antropometria.

Eixo III – Prevalência de carências de micronutrientes a partir da avaliação bioquímica.